• Category Archives Minho
  • A História Portuguesa de Herculano a 1950 (Actas do Colóquio)

    A História Portuguesa de Herculano a 1950 (Actas do Colóquio)
    A História Portuguesa de Herculano a 1950 (Actas do Colóquio) «€50.00»

    A História Portuguesa de Herculano a 1950 (Actas do Colóquio) (Vol. I) – António Machado de Faria – Os Livros de Linhagens Medievais / José Mattoso – As Fontes do Nobiliário de Conde D. Pedro / Torquato de Sousa Soares – A Historiografia Portuguesa no Século XV. Crónica e Cronistas / Joaquim Veríssimo Serrão – Santa Cruz de Coimbra e Santa Maria de Alcobaça: Um caso de Rivalidade Cultural? / Antonio Alberto Banha de Andrade – João de barros, Historiador do Pensamento Humanista Português de Quinhentos (Resumo) / Eugénio Andrea da Cunha Freitas – Um Inédito de Gaspar Álvares de Lousada. O Mosaico de Fonte Arcada e os Seus Fundadores / Fernando castelo-Branco – o Valor Histórico de Frei António Brandão / Eurico Gama – O Cónego Aires Varela, Percursor da Historiografia Elvense / Humberto Baquero Moreno – Do Valor Histórico de Gaspar Dias de Landim / Francisco da Gama Caeiro – Concepções da Historiografia Setecentista na Obra de Frei manuel do Cenáculo / Antonio da Silva Rego – Leitura Poética da Última Carta de Afonso de Albuquerque / Alberto Íria – Frei Vicente Salgado, Aequeologo, Historiador e Numismático do Século XVIII. Documentos Inéditos Para o Estudo da Sua Vida e Obra (Resumo) / Marquês de são-Payo – Os Genealogistas do Século XVIII (Resumo) / Francisco de Assis de oliveira Martins – O Convento de S. João da Cruz, de carmelitas Descalças, de Carnide na Historiografia Portuguesa / Eduardo Brazão – Notícias de Duas Missões a Roma Pelo Embaixador D. Alexandre de Sousa e Holstein / J. T. Montalvão machado – o Contributo de trás -os-Montes Para a Historiografia nacional até meados do Século XIX / Agostinho Ferreira Gambetta – moedas de D. Fernando. Estorya / Luís Bivar Guerra – A Academia Tubuciana e os seus Membros / José Augusto França – Historiografia da Arte Portuguesa até ao Conde de Raczinski – Academia Portuguesa da História – Lisboa – MCMLXXVII / 1977. Desc. [492] pág + [2 Estampas] / 26 CM X 20 cm / Br.
    A História Portuguesa de Herculano a 1950 (Actas do Colóquio) (Vol.II) – Pedro Calmon – Alexandre Herculano e o Brasil / Luís Ribeiro Soares – o Conceito da idade Média na Historiografia Portuguesa Posterior a Herculano – a Polêmica Sobre a Idade Média Entre Oliveira Martins e Antero e a Gênese de o Helenismo e a Civilização Cristã / J. A. Pinto Ferreira – Alexandre Herculano em Terras Numantinas / Fernando Castelo-Branco – A Olisipografia no Conspecto da Historiografia Portuguesa de 1850 a 1950 / Agostinha Ferreira Gambetta – História Econômica e Monetária do Rei Lavrador (Resuma Poligráfico da Comunicação) / Giacinto Manuppella – Alexandre Herculano e l’Italia / Luís de Bivar Guerra – Cem Anos de Genealogia (1877-1977) / Humberto Baquero Moreno – A Regência do Infante D. Pedro, Segundo a Historiografia Portuguesa Contemporânea / Alberto iria – Cem Anos de Historiografia Algarvia (1850-1950) / Eugénio da Cunha e Freitas – Herculano  e Dr. Francisco de S. Luís. Um Parecer e Uma Carta / Joaquim Veríssimo Serrão – Dois «Discípulos» de Herculano. Lopes de Mendonça e Oliveira Marreca / Túlia Espanca – Herculano e o Panorama Cultural da Sua época na Cidade de Évora / Mário Júlio de Almeida Costa – Significado de Alexandre Herculano na Evolução da Historiografia Jurídica / J. T. Montalvão Machado – O Contributo de Trás-os-Montes para a Historiografia Nacional após os meados do Século XIX / António Brásio – O Projecto de Concordata / Antonio Dias Farinha – os Estudos árabes na Historiografia Posterior a Herculano / António Alberto Banha de Andrade – Exemplo da Influencia de Herculano na Historiografia Regionalista – Os Estudos Históricos, Jurídicos e Econômicos Sobre o Município de Montemor-o-Novo, Coimbra 1873-1875 / Virgílio arruda – Herculano e Santarém / António da Silva Rego – O Padroado Português do oriente e a Sua Historiografia (1850-1950) / Martim de Albuquerque – o Significado Histórico de oliveira Martins / Luís de Albuquerque – Historiografia Sobre a Náutica Portuguesa dos Descobrimentos – Academia Portuguesa da História – Lisboa – MCMLXXVIII / 1978. Desc. 372 pág / 26 CM X 20 cm / Br.

     


  • Papel das Áreas Regionais na Formação Histórica de Portugal (Actas do Colóquio)

    img_1607
    Papel das Áreas Regionais na Formação Histórica de Portugal (Actas do Colóquio) «€35.00»

    Papel das Áreas Regionais na Formação Histórica de Portugal (Actas do Colóquio) – Antonio Machado Faria – Considerações Acerca da Importância da História Local Relativamente a do País / Torquato de Sousa Soares – Caráteres e Limites do condado Portugalense (1096-1128) / Dom Maur Cocheril, O. C. – Alcobaça: Capitale de Citeaux au Portugal / José Mattoso – a Nobreza de Entre Douro e Minho na História Medieval de Portugal / António Alberto Banha de Andrade – Montemor-o-Novo, Vila Regalenga / A. A. Banha de Andrade – Arquivos Municipais / Humberto Baquero Moreno – a Acção dos Almocreves no Desenvolvimento das Comunicações Inter-Regionais Portuguesas nos Fins da Idade Média / Fernando Castelo Branco – Tráfego Portuário e História Regional Portuguesa / Marquês São Paio – Fronteiras do Sudeste Transmontano (Século XIV-XIX) / António Dias Farinha – Uma Cidade Luso-Árabe: Silves / Eduardo Brazão – A Igreja Matriz de Loures e os Templários / Conde de Campo Bello – A Capela Romântica de Quebrantões / Padre António Brásio – Arcedíagado de Penela 7 Isaías da Rosa Pereira – Subsídio Para a História da Diocese de Lisboa – Visitações das Vigárias de Sintra, Cascais, Arruda e Parte do Termo de Lisboa (1702-1781) / Joaquim Alberto Iria – Da Importância Geo-Politica do Algarve, Única Região do País Fronteira de África, na Defesa Marítima de Portugal, nos Séculos XV ao XVIII / Humberto Baquero Moreno – Um Conflito Social em Pinhel e seu Tremo, no Século XV / Joaquim Veríssimo Serrão – O Surto Regional Português na Legislação dos Filipes (1581-1625) / Eugênio de Andréa da Cunha e Freitas – Os Judeus no Artesanato, nas Profissões Liberais e no Comércio do Distrito de Bragança  / V. M. Braga Paixão – Institutos de ensino, na Cidade de Lisboa, Depois da Instalação Definitiva do Regime Liberal na Mesma Cidade (1833) / J. T. Montalvão Machado – O Drama da Filoxera / Academia Portuguesa da História – Lisboa – MCMLXXV / 1975. Desc.[XVI] + 520 pág / 26 cm x 20 cm / Br

     


  • Os Soldados da Guerra da Aclamação – I – O General de Artilharia Antonio Soares «O Machuca»

    Os Soldados da Guerra da Aclamação - I - O General de Artilharia Antonio Soares «O Machuca»
    Os Soldados da Guerra da Aclamação – I – O General de Artilharia Antonio Soares «O Machuca» «€130.00»

    Gastão de Melo de Matos – Os Soldados da Guerra da Aclamação – I – O General de Artilharia Antonio Soares «O Machuca» – Separata dos «Anais« – Volume VI – Publicação Comemorativas do Duplo Centenário da Fundação e Restauração de Portugal – Academia Portuguesa de História – Lisboa – 1942. Desc. [136] ao [250] + [17] Estampas + [2] Mapas + [1] Mapa Genealógico / 33 cm x 25 cm / Br.


  • Le Portugal

    IMG_1261
    Le Portugal «€35.00»

    Rui Rasquilho – Le Portugal (Tradução de Filipe Jarro) – Editions Minerva – Geneve – 1983. Desc. S/N / 32 cm x 24 cm / E Ilust.


  • Arte Romanica em Portugal

    Arte Romana em Portugal
    Arte Romanica em Portugal «€150.00»

    Joaquim de Vasconcellos (Texto) Marques Abreu (Reproduções) – Arte Romanica em Portugal – Edições Ilustradas – Marques Abreu – Porto – 1918. Desc. 78 pág + [192 Gravuras] + XXVIII pág / 32 cm x 24 cm / E. Pele

    A arte romana resume toda a arte antiga em Portugal, que se desenvolveu durante a ocupação romana a partir dos finais do século III a.C.. No âmbito da Segunda Guerra Púnica que pôs frente a frente Roma e Cartago, no ano de 218 a.C. o Império Romano alargou-se até ao sul da Península Ibérica. Começou desta forma a romanização da península. Na península Ibérica a Romanização ocorreu concomitantemente com a conquista, tendo progredido desde a costa mediterrânica até ao interior e à costa do Oceano Atlântico. Para esse processo de aculturação foram determinantes a expansão do latim e a fundação de inúmeras cidades, tendo como agentes, a princípio, os legionários e os comerciantes. Os primeiros, ao se miscigenarem com as populações nativas, constituíam famílias, fixando os seus usos e costumes, ao passo que os segundos iam condicionando a vida económica, em termos de produção e consumo. Embora não se tenha constituído uma sociedade homogénea na península, durante os seis séculos de romanização registaram-se momentos de desenvolvimento mais ou menos acentuado, atenuando, sem dúvida, as diferenças étnicas do primitivo povoamento. A língua latina acabou por se impor como língua oficial, funcionando como factor de ligação e de comunicação entre os vários povos. As povoações, até aí predominantemente nas montanhas, passaram a surgir nos vales ou planícies, habitando casas de tijolo cobertas com telha. Como exemplo de cidades que surgiram com os Romanos, temos Braga (Bracara Augusta), Beja (Pax Julia), Conímbriga e Chaves (Aquae Flaviae). A indústria desenvolveu-se, sobretudo a olaria, as minas, a tecelagem, as pedreiras, o que ajudou a desenvolver também o comércio, surgindo feiras e mercados, com a circulação da moeda e apoiado numa extensa rede viária (as famosas “calçadas romanas”, de que ainda há muitos vestígios no presente) que ligava os principais centros de todo o Império. A influência romana fez-se sentir também na religião e nas manifestações artísticas. Tratou-se, pois, de uma influência profunda, sobretudo a sul, zona primeiramente conquistada. Os principais agentes foram os mercenários que vieram para a Península, os grandes contingentes militares romanos aqui acampados, a acção de alguns chefes militares, a imigração de romanos para a Península, a concessão da cidadania romana.Uma das características que conseguiu manter o Império Romano unido durante tantos séculos foi a uniformização do modo de vida. Esta uniformização reflecte-se por exemplo na língua, o latim, mas também nas artes, nomeadamente na arquitectura, pintura e escultura. À semelhança do que acontecia no resto do império, também no território que hoje corresponde a Portugal, a arquitectura era pragmática e utilitária. A vertente funcional das obras públicas e privadas sobreponha-se à vertente decorativa. A arquitectura romana divide-se em dois tipos: a arquitectura civil e a arquitectura residencial. Na arquitectura civil destacam-se obras tais como aquedutos, anfiteatros, templos e basílicas. Na arquitectura residencial destacam-se os vários tipos de habitação existentes: domus, insula e villa. A pintura romana aparece muito ligada à arquitectura pois é um meio de revestir as paredes para não ficarem desprovidas de ornamentação. Eram feitas pinturas a fresco com temáticas muito variadas, desde a natureza morta ao retrato. Os mosaicos são uma subdivisão da pintura pois não passam de pinturas feitas com pequenas pedras coloridas em vez de serem pigmentos de tinta. Existem inúmeras aplicações desta técnica em Portugal nomeadamente na Villa de Milreu, no Algarve.


  • Portugal «Notes And Pictures»

    Portugal «Notes And Pictures»
    Portugal «Notes And Pictures» «€17.00»

    Portugal «Notes And Pictures» – Editions S.N.I – Lisbon – 1952. Desc. 45  + 120 pág / 23 cm x 15 cm / Br. Ilust


  • Cadeirais de Portugal-2

    Cadeirais de Portugal
    Cadeirais de Portugal «€150.00»

    Robert C. Smith – Cadeirais de Portugal – Livraria Horizonte – Lisboa – 1968. Desc. 123 pags + 116 paginas Estampadas / 32 cm x 23 cm /com Capa e Encadernação de Origem Imitação de Pele como aqui Mostra na Foto «1 Edição»


  • Chronica da Provincia da Piedade, Primeira Capucha de toda a Ordem,e Regular Observancia de Nosso Serafico Padre S.Francifco

    Chronica da Provincia da Piedade, Primeira Capucha de toda a Ordem,e regular Observancia de Nosso Serafico Padre S.Francifco « 1000.00 Euros »

    Fr. Manuel de Monforte – Chronica da Provincia da Piedade, Primeira Capucha de toda a Ordem,e Regular Observancia de Nosso Serafico Padre S.Francifco – 2 Edição ,ibi, na offic. de Miguel Manescal da costa 1751. Fol.de XVI (Innumeradas) – 871 pag.- Inteira de pele da época.


  • Vinhos de Portugal (Guia)

  • Portugal Património

     

     

    This gallery contains 1 photographs in all as   photograph etc.

  • Dicionário de História Religiosa de Portugal

    Dicionário de História Religiosa de Portugal
    Dicionário de História Religiosa de Portugal «€150.00»

    Carlos Moreira Azevedo (Direcção) Ana Maria Jorge, Ana Maria Rodrigues, António Camões Gouveia, António Matos Ferreira, David Sampaio Barbosa, José da Silva Lima, Luís Filipe Thomaz, Paulo F. Oliveira Fontes e Samuel Rodrigues  – Dicionário de História Religiosa de Portugal – Circulo de Leitores – Lisboa – 2001. Desc. 496 + 479 + 473 + 632 pág / 27,5 cm x 20 cm / E. Ilust. [Colecção Completa em 4 Volumes]


  • Finisterra – Revista Portuguesa de Geografia

    Finisterra - Revista Portuguesa de Geografia
    Finisterra – Revista Portuguesa de Geografia
    1. Finisterra – Revista Portuguesa de Geografia – Vol. I – n.º1 – Orlando Ribeiro – Orientação / Pierre Gourou – Pour Une Géographie Humaine / Mariano Feio – A Evolução do Relevo da Bacia Endorreica do Cuanhama (Angola) / Maria Alfreda Cruz – Uma Comunidade de Aldeias na Serra da Aveleira / M. Viegas Guerreiro – A Propriedade entre os Bochimanes de Angola / Orlando Ribeiro – Veneza (Notas de Recensões) – Ilídio do Amaral – Síntese Geo-morfológica Mundial / Ilídio Amaral -Flutuações Climáticas do Globo / Orlando Ribeiro – Geografia do Brasil / Orlando Ribeiro – Hermann Lautensach e a Geografia da península Ibérica / Carminda Cavaco – Geografia Humana do Algarve / Ilídio Amaral – Megalopolis / Ilídio Amaral – Livros Novos de Geografia Física / Orlando Ribeiro – Mapa oro-Hidrográfico de Portugal / Suzanne Daveau – La Nouvelle Carte du Portugal au 1:250.000 / Orlando Ribeiro – Evolução e Estado Actual da Cartografia Geológica de Portugal / João Evangelista – Elementos Estatísticos – Centro de Estudos Geográficos – Lisboa – 1966. Desc. 149 pág + 11 Estampas / 23 cm x 16 cm / Br. Ilust «€15.00»
    2. Finisterra – Revista Portuguesa de Geografia – Vol. I – n.º2 – Suzanne Daveau – Les Rebords de Plateaux Gréseux D’Afrique Occidentale Et Leur Occupation Humaine / Carminda Cavaco e Isabel Marques – Os Vales de Loriga e de Alvoco na Serra da Estrela / Ilídio Amaral – Johannesburg (Do Campo Mineiro a Conurbação) – Notas e Recensões – Carlos Alberto Medeiros – Geografia Teórica / Ilídio Amaral – Geomorfologia Dinamica / Ilídio Amaral – A Propósito de Atlas Climáticos / Ilídio Amaral – O CBD, Um Problema de Geografia Espacial / Suzanne Daveau – Documentos Para o Ensino – Rebordo Sul da Serra de Montejunto na Região de Cabanas de Torres – Centro de Estudos Geográficos – Lisboa – 1966. Desc. 290 pág + 19 Estampas / 23 cm x 16 cm / Br. Ilust «€15.00»
    3. Finisterra – Revista Portuguesa de Geografia – Vol. II – n.º3 – Georges Chabot – Les Conceptions Francaises de la Region Geographique / Ilídio do Amaral – Tendências da Geomorfologia / Orlando Ribeiro – Paisagens Rurais da América Tropical (Ensaios de Geografia Comparada) / Maria Alfreda Cruz – Caminha, Evolução e Estrutura Duma Antiga Vila Portuária – Notas e Recensões – Maria Alfreda Cruz – Os Antigos Reinos da Savana (África Central) / António de Brum Ferreira – Geomorfologia dos Abruzos Adriáticos / Orlando Ribeiro – Publicações Recentes Acerca da Geografia da Península Ibérica – Centro de Estudos Geográficos – Lisboa – 1967. Desc. 151 pág + 24  Estampas + 1 Mapa / 23 cm x 16 cm / Br. Ilust «€15.00»
    4. Finisterra – Revista Portuguesa de Geografia – Vol. II – n.º4 – Suzanne Daveau – Problémes Morphologiques Comparès des Régios Semi-Ardies en Afrique Occidentale et au Brésil / A. M. Galopim de Carvalho – Atapulgite em Alguns Depósitos Sedimentares Portuguese (Considerações Estratigráficas e Morfoclimáticas / Maria Deolinda Ferreira – Corte do Gafo, uma Aldeia em Decadência / Orlando Valverde – Geografia de Pecuária no Brasil – Notas e Recensões – Suzanne Daveau – Livres Récents Sur l’inde Portugaise / Ilídio do Amaral – Livros Novos de Geografia Física / Carlos Alberto Medeiros – Livros Novos de Geografia Humana / Orlando Ribeiro – Matérias para um Atlas Nacional de Portugal / Orlando Ribeiro – Evolução e Estado Actual da Cartografia dos Arvoredos e Plantações em Portugal / António de Brum Ferreira – Noticias da Cartografia das Ilhas Adjacentes / Ilídio Amaral – Documentos Para o Ensino (Litoral da Ilha de Santiago(Cabo Verde) na Área da Praia / Orlando Ribeiro – Mapa da Utilização do Solo em Portugal – Centro de Estudos Geográficos – Lisboa – 1967. Desc. 155 ao 296  pág + 20 Estampas / 23 cm x 16 cm / Br. Ilust «€15.00»
    5. Finisterra – Revista Portuguesa de Geografia – Vol. III – n.º5 – Orlando Ribeiro – Região e Rede Urbana: Formas Tradicionais e Estruturas Novas(1) / Jorge Gaspar – A Propósito da Originalidade da Cidade Muçulmana / Aldo Paviani – Alenquer, Aspectos Geográficos de uma Vila Portuguesa – Notas de Recensões – Ilídio Amaral – as Inundações de 25/26 de Novembro de 1967 na Região de Lisboa / Ilídio Amaral – A Geografia Através dos seus Congressos Internacionais / Ilídio Amaral – progressos em Geomorfologia / Carminda Cavaco – Acerca das Relações Económicas Cidade-Campo na França / Orlando Ribeiro – Influencias Muçulmanas no Nordeste da Península Ibérica / Paula Bordalo Lema – Publicações Recentes Acerca da Península Ibérica / Carlos Alberto Medeiros – Noticias da Cartografia do Arquipélago de Cabo Verde / Ilídio Amaral – Elementos Estatísticos Ultramar. Angola (1) – Centro de Estudos Geográficos – Lisboa – 1968. Desc. 134 pág + 18 Estampas + 5 Mapas / 23 cm x 16 cm / Br. Ilust «€15.00»
    6. Finisterra – Revista Portuguesa de Geografia – Vol. III – n.º6 – Orlando Ribeiro – Primeira Seminário Internacional de Geografia / Pierre Dansereau – Les structures de Végétation / Pierre Dansereau – Végétation de la Macaronésie / Jean Demangeot – Mouvements du Sol et Morphogenèse / Etienne Juillard – La Marque de La Ville Sur La Campagne / Etienne Juillard – Le Micro-Aménagement Régional des Campagnes / Orlando Valverde – Sistema de Roças (Agricultura Nomade ou Itinerante) / Orlando Valverde – A Amazónia Brasileira  (Alguns Aspectos Sócio-Económicos) / Orlando Ribeiro – Excursão a Arrábida / Orlando Ribeiro – Excursão a Estremadura e Portugal Central / Maria Alfreda Cruz – Documentos Para o Ensino ( A Cidade de Setúbal) – Centro de Estudos Geográficos – Lisboa – 1968. Desc. 136 ao 310  pág + 5 Estampas + 5 Tabelas + 3 Mapas / 23 cm x 16 cm / Br. Ilust «€15.00»
    7. Finisterra – Revista Portuguesa de Geografia – Vol. IV – n.º7 – Torsten Hagerstrand – Jorge Gaspar / Suzanne Daveau – Structure Et Relief de la Serra da Estrela / Orlando Ribeiro – Proémio Metodológico ao Estudo das Pequenas Cidades Portugueses / Ilídio do Amaral – Beira, Cidade e Porto do Índico – Notas e Recensões – Orlando Ribeiro – A Propos Du XXI Congres International de Géographie / Carlos Alberto Medeiros – Acerca da Ocupação Humana das Ilhas Portuguesas do Atlantico / Ilidio do Amaral – Notas de leitura em Geografia Urbana / S. Daveau – Climatologie Dynamique de la Peninsule Iberique / Carminda Cavaco – Elementos Estatísticos (A Pesca e a Industria Conserveira de Peixe em Portugal» – Centro de Estudos Geográficos – Lisboa – 1969. Desc. 153  pág + 18 Estampas + 3 Mapas / 23 cm x 16 cm / Br. Ilust «€15.00»
    8. Finisterra – Revista Portuguesa de Geografia – Vol. IV – n.º8 – Orlando Ribeiro  Alexandre Von Humbold (1769-1859) / Suzanne Daveau – Structure Et Relif de la Serra da Estrela / Jorge Gaspar – A Morfologia Urbana de Padrão Geométrico na Idade Média / Carminda Cavaco – Geografia e Turismo no Algarve (Aspectos Contemporâneos) – Notas Recensões – Alfredo S. Mendes – Noticias Acerca do Sistema de 28 de Fevereiro de 1969 em Portugal Continental / Paula Bordalo Lema – Publicações Recentes Acerca da Península Ibérica /  Isabel Marques – Cidades e Regiões no Loire Médio / Carminda Cavaco – Documentos para o Ensino (A Paisagem Rural do Minho) – Centro de Estudos Geográficos – Lisboa – 1969. Desc. 156 ao 298  pág +24 Estampas + 1 Mapas / 23 cm x 16 cm / Br. Ilust «€15.00»
    9. Finisterra – Revista Portuguesa de Geografia – Vol. V – n.º10 – Jorge Gaspar – Os Portos Fluviais do Tejo / Isabel Marques Medeiros – Arcos de Valdevez (Estudo de Geografia Urbana de Uma Vila do Alto Minho) – Notas e Recensões – O. Ribeiro – XXII Congresso Internacional de Geografia / Carminda Cavaco – Geografia e Turismo: Exemplo, Problemas e Reflexões / A. M. Galopim de Carvalho e C. de Oliveira Alves – Nota Sobre os Depósitos Terciários de Moura / S. Daveau – Le Bassin Tertiaire du Tage: Problèmes D’Interprétation Géomorphologique / L. Gouveia – Luanda – Estudo de Geografia Urbana / Edite Martisn Alves – Documentos Para o Ensino – O Ensino da Geografia ao Nível Secundário (Notas Didácticas) – Centro de Estudos Geográficos – Lisboa – 1970. Desc. 154 ao 317  pág +16 Estampas + 2 Mapas / 23 cm x 16 cm / Br. Ilust «€15.00»
    10. Finisterra – Revista Portuguesa de Geografia – Vol. VI – n.º11 – Suzanne Daveau – La Glaciation de la Serra da Estrela / Carminda Cavaco – Migrações Internacionais de Trabalhadores do Sotavento do Algarve / M. Viegas Guerreiro – Vida Humana no Deserto de Namibe: Onguaia – Notas e Recensões – A. M. Galopim de Carvalho Et S. Daveau – Le Dépôt Grossier de La Serra da Galega / Paula Bordalo Lema – Fontes Para o Estudo da Agricultura em Portugal / S. Daveau – Travaux Récents Sur le Nord-Ouest de la Péninsule Ibérique / Lene dos Reis – Landscapes Of Bacchus: The Vine in Portugal / Ilídio do Amaral – Notas Acerca do Estudo das Cidades da África ao Sul do Sara / João Proença Ribeiro – Elementos Estatísticos – Azeite e Óleos Vegetais Comestíveis – Centro de Estudos Geográficos – Lisboa – 1971. Desc. 190  pág +16 Estampas + 2 Mapas / 23 cm x 16 cm / Br. Ilust «€15.00»
    11. Finisterra – Revista Portuguesa de Geografia – Vol. VI – n.º12 – Orlando Ribeiro – Hermann Lautensach (1886-1971) / Gaetano Ferro – Le Regioni Nell’Ordinamento Dello Stato Italiano e Nella Realta Geografia / António de Brum Ferreira – O Rebordo Ocidental da Meseta e a Depressão Tectónica da Longriva / Celeste de Oliveira Alves – A Bacia de Marmelar. Aplicações de Métodos Sedimentológicos ao Estudo da Evolução do Relevo – Notas e Recensões – O. Ribeiro – Comentário Geográfico e Dois Passos de «Os Lusíadas» / H. Nonn – Sur Le Problème de L’Érosion Différentielle en Terrain Granitique. Présentation de Deux eas Galiciens / O. Ribeiro – Publicações Recentes Acerca da Bacia do Rio Paraíba / J. Gaspar – Nice Lecorq Müller / M. A. Cruz – A Propósito da Dinâmicas Demográfica em Portugal / J. Gaspar – Os Resultados Preliminares do 11.º Recenseamento da População / T. Barata Salgueiro – A Área de Influencia da Secundária de Torres Vedras (Documentos Para o Ensino) – Centro de Estudos Geográficos – Lisboa – 1971. Desc. 162 ao 307  pág +4 Estampas + 4 Mapas / 23 cm x 16 cm / Br. Ilust «€15.00»
    12. Finisterra – Revista Portuguesa de Geografia – Vol. VII – n.º13 – Suzanne Daveau – Répartition Géographique des Pluies Exceptionnellement Fortes au Portugal / Isabel Marques Medeiros – Apontamentos Sobre a Pesca e a Evolução da Indústria Piscatória em Angola / Orlando Ribeiro – Localização e Destino dos Urbanos de Trás-os-Montes / Paula Bordalo Lema – A Função de Algumas Aldeias Diferenciadas noNordeste Trasmontano – para um Estudo de Hierarquia de Distancia – Notas e Recensões – C. A . Medeiros – Ensaios de Geografia Humana e Regional: Orlando Ribeiro / S. Daveau – Ouvrages Récents de Géograpie Historique / C. A. Medeiros – Uma Nova Geografia de África: Pierre Gourou / P. B. Lema – Campabnes Ombriennes: A Importancia dos Fluxos Para a Interpretação em Geografia: H. Desplanques / T. Barata Salgueiro – Fenómeno Urbano e Desenvolvimento Social na Região de Lisboa: Informação Social / T. Barata Salgueiro – As Cidades da União Soviética: Chauncy Harris – Centro de Estudos Geográficos – Lisboa – 1972. Desc. 166  pág +10 Estampas / 23 cm x 16 cm / Br. Ilust «€15.00»
    13. Finisterra – Revista Portuguesa de Geografia – Vol. VII – n.º14 – Gérard Mottet – Observations Geomorphologiques a líle Volcanique de Terceira (Açores) / Orlando Ribeiro – «Nouvelle Géographies» Et Géographie Classique (A Propos de Deux Éditions Recentes) – Notas e Recensões – Carminda Cavaco – Abastecimento de Lisboa em Hortaliças e Frutas. O Contributo Algarvio / I. do Amaral – Congresso Internacional de Geografia (Primeira Parte) / T. Barata Salgueiro – A Área de Influência de Évora: J. Gaspar / S. Daveau – La Population Rurale du Marc: D. Noin / M. Helena Cavaco – O Trabalho de Grupo no Ensaio da Geografia nos Liceus (Documentos para o Ensino) – Centro de Estudos Geográficos – Lisboa – 1972. Desc. 168 ao 323  pág +4 Estampas + 1 Mapa + 1 Gráfico / 23 cm x 16 cm / Br. Ilust «€15.00»
    14. Finisterra – Revista Portuguesa de Geografia – Vol. VIII – n.º15 – Suzanne Daveau – Quelquer Exemples D’Évolution Quaternaire des Versants au Portugal / Friedrich Wieneke et Uwe Rust – Variations du Niveau Marin et Phases Morphoclimatiques Dans le Désert Du Namib Central Afrique du Sud-Ouest / Maria da Conceição Faria Matos – A Vida Rural na Apúlia – Notas e Recensões – I. do Amaral – 22.º Congresso Internacional de Geografia (Primeira Parte) / C. Romariz  e  A. M. Galopim de Carvalho – Dunas Consolidadas da Região de Sines-Porto Covo / A. M. Galopim de Carvalho e C. Romariz -Tufos Calcários Quaternário de Santiago de Cacem / S. Daveau – Géologie Économique / Maria João Queiroz Roseira – A Região do Vinho do Porto / Paula B. Lema – Os Jogos no Ensino da Geografia / S. Daveau – Quelques Manuels Récents de Géographie Régionale Consacrés à Diverses Parties de I’Amérique / Celeste Alves Coelho – Moçambique (Elementos Estatísticos) – Centro de Estudos Geográficos – Lisboa – 1973. Desc. 161  pág + 17 Estampas  / 23 cm x 16 cm / Br. Ilust «€15.00»
    15. Finisterra – Revista Portuguesa de Geografia – Vol. VIII – n.º16 – Orlando Ribeiro – Um Mestre da Geografia no Nosso Século – Emmanuel de Martonne (1873-1955) / Suzanne Daveau – Pages Choisies D’Émmanuel de Martonne / Pierre Birot – La Géographie Climatique Dans L’Oeuvre de Emm de Martonne / Jean Demangeot – Une Montagne Tropical: Les Nilghiri (Inde du Sud) – Notas e Recensões – I. do Amaral – Centro de Estudos Geográficos (1943-1973) / I. do Amaral – Imagens do Deserto de Moçâmedes (Angola) (Documentos para o Ensino) – Centro de Estudos Geográficos – Lisboa – 1973. Desc. 161  pág + 17 Estampas  / 23 cm x 16 cm / Br. Ilust «€15.00»
    16. Finisterra – Revista Portuguesa de Geografia – Vol. IX – n.º17 – Gaetano Ferro – Algarve, Ligúria e Sudoeste Sicilino. Tentativa de Comparação / Maria Clara Mendes – Aspectos Geográficos da Rede Urbana da Suazilândia / Bodo Freund – L’ancien Cadastre de Vilaça Étude Méthodologique sur L’évolution d’um Village du Nord du Portugal / Carminda Cavaco – Monte Gordo: Aglomerado Piscatório e de Veraneio (Primeira Parte) – Notas e Recensões – O. Ribeiro – O XXIII Congresso Internacional de Geografia, Moscovo 1976 / O. Ribeiro – Varenius, Percursos da Geografia Moderna / O. Ribeiro – Centenário do Tetraedro ou Uma História de Proveito e Exemplo / G. Mottet – Les Tunnels Dans les Coulées de lave de Terceira (Açores) / S. Daveau – Deux thèse Récentes  de Géomorphologie Marocaine / S. Daveau – La Carte Topographique au 1:25 000 du Portugal / M. V. Guerreiro – S. João das Lampas, Freguesia Saloia do Concelho de Sintra / M. F. Alegria – Estrutura Etária da População de Portugal Continental em 1970 (Documentos Para o Ensino) – Centro de Estudos Geográficos – Lisboa – 1974. Desc. 169  pág + 8 Estampas  / 23 cm x 16 cm / Br. Ilust «€15.00»

     


  • A Arte Popular em Portugal [3 – Volumes Completos]

    A Arte Popular em Portugal
    A Arte Popular em Portugal «€250.00»

    Fernando de Castro Pires de Lima – A Arte Popular em Portugal – [3 – Volumes Completos] – Editorial Verbo – Lisboa -1963. Desc. 410 + 422 + 426 / 31 cm x 24 cm /  E. de Origem (Muito Procurado)

    Fernando de Castro Pires de Lima (Porto, 10 de Junho de 1908 – Porto, 3 de Janeiro de 1973) foi um médico, professor, escritor e etnógrafo português Licenciou-se no curso de Medicina da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto. Desempenhou as funções de assistente e director da Enfermaria no Hospital Geral de Santo António, foi professor de Higiene no Conservatório de Música no Porto e director da Biblioteca Popular e do Arquivo de Medicina Popular. Presidiu, ainda, ao Instituto de Etnografia e foi director do Museu de Etnografia e História do Porto na qualidade de etnógrafo. Participou, ainda, em várias publicações científicas e periódicas nacionais e estrangeiras destacando-se a “Revista de Guimarães”, a “Revista Lusitana” e a “Revista de Tradiciones Y Dialectologia” (Madrid). Foi também membro de associações científicas e culturais nacionais e estrangeiras como a Associação dos Arqueólogos do Instituto de Coimbra, a Sociedade de Antropologia e Etnologia do Porto, o Instituto de História e Etnografia de Lisboa, o Instituto de Antropologia de Paris, a Sociedade de Folclore do Brasil, a Federação das Academias de Letras do Brasil, a Associação de Escritores Médicos de Madrid, a Real Academia Gallega, o Seminário de Estúdios Gallegos, a Associação dos Jornalistas e Homens de Letras do Porto, a Academia das Ciências, entre outros. Foi Cavaleiro da Ordem da Instrução Pública a 26 de Junho de 1940.


  • Boletim da Direcção Geral dos Edifícios e Monumentos Nacionais