Cinquentenário do Museu Dr. Álvaro de Castro

Cinquentenário do Museu Dr. Álvaro de Castro
Cinquentenário do Museu Dr. Álvaro de Castro «€80.00»

M. Gomes Guerreiro, António Jorge O. de Freitas,  J. A. Travassos Santos Dias, A. A.  Rosa Pinto, João Augusto Silva, M. Viegas Guerreiro,  A. Rira Ferreira, Manuel Simões Alberto, Lereno Barradas – Cinquentenário do Museu Dr. Álvaro de Castro -1913 – 1963 – Vol. 5 – Memorias do Instituto de Investigação Cientifica de Moçambique – Lourenço Marques – 1963. Desc. 169 + 54 pág / 26 cm x 19,5 cm / Br. Ilust.

 

 

O Museu de História Natural foi fundado em 1911 e instalado desde 1933 num belo edifício inspirado no estilo Manuelino, construído pela Câmara Municipal. É sem dúvida um dos locais da cidade mais visitado por nacionais e estrangeiros. Começou por ser Museu Provincial, depois Museu Dr. Álvaro de Castro, passando a designar-se, após a independência, por Museu de História Natural. Tutelado pela Universidade Eduardo Mondlane tem como objectivo proporcionar informação naturalista e etnográfica. A informação naturalista (só parte desta irei mostrar) é dada através da exibição de espécimes de natureza zoológica, por via de regra inseridos em cenários simulando os naturais. Entre as suas colecções, destaca-se a colecção zoológica que tem expostos embalsamados grande variedade de mamíferos (200), aves (10 137!), insectos (176 527 !!!), invertebrados (1 250) e répteis (150). Dentre os exemplares expostos é de salientar uma colecção, provavelmente única no mundo, de fetos de elefante desde um mês até aos 22 meses.